terça-feira, 11 de dezembro de 2007

A identidade

A questão da Identidade Cultural das terras e dos povos, é um dos temas centrais destes primeiros anos do século XXI.
Todos os povos conheceram uma fase de expansão cultural, de difusão dos seus modos de vida e valores, e todos os povos devem pretender, em todo o momento, manter as suas particularidades, as suas formas, o seu conteúdo vital e cultural como garantia de sobrevivência na História.

A identidade é, por definição, a qualidade do idêntico, mas num mundo em constante evolução, onde a realidade tende para uma constante diversificação, o “idêntico” pode resultar num conceito equívoco e ter-se-ia que falar de afinidades e não de igualdades.
Compreende-se que para um político profissional, a “dois anitos antes das eleições, convenha propor qualquer coisa que dê popularidade e votos.”
Agora, como compreender que um covagalense, sabedor da história local, entenda “e fique feliz com o facto de S. Pedro poder vir a ser elevada a vila?”.

S. Pedro é uma mera entidade administrativa. Não tem alma.
Cova e Gala é a nossa Identidade, a nossa História, a nossa Alma.

6 comentários:

Anónimo disse...

Obrigado por escrever Cova e Gala e não, CovaGala.
Luis Elvira

António Agostinho disse...

Neste caso é mesmo Cova e Gala. "A identidade é, por definição, a qualidade do idêntico, mas num mundo em constante evolução, onde a realidade tende para uma constante diversificação, o “idêntico” pode resultar num conceito equívoco e ter-se-ia que falar de afinidades e não de igualdades". A Cova teve um processo de formação e Gala outro. O capitão João Pereira Mano explica tudo isso nos seus livros.
Aliás a cova nasceu primeiro que a Gala, cerca de 30 anos.

Guimaraes disse...

Onde fica a povoação de S. Pedro?

Anónimo disse...

A Cova já não existe. O mar já a levou. Agora só há a Gala. E deixe-se de palavreado caro para justificar a imposição. Os descendentes dos primeiros Covenses, agora vivem na Gala.
Só há a Gala, Freguesia de S.Pedro, Concelho da Figueira da Foz, Distrito de Coimbra, Beira Litoral, Portugal, Europa, Terra.

Catavento... disse...

O senhor anónimo que disse,que a Cova já não exestia...não conhece a realidade destas duas povoações.
Por isso era melhor que não fizesse estas afirmações infelizes.
Realmente parte do espaço aonde estava localizada a antiga Cova,já o mar levou.
Mas simplesmente os seus habitantes recuaram as suas habitações,para se defenderem melhor da fúria do mar.
Foi simplesmente isso que aconteceu.
A Cova existe,e os seus habitantes sentem-se profundamente Covenses.
Assim como a Gala,que históricamente se localizava junto ao rio.
No entanto com os anos foi-se expandindo para poente...ao inverso a Cova expandiu-se para nascente,derivado ao aumento das suas populações.
Felizmente hoje existe a Cova Gala mais fortes do que nunca,por serem um só.
Com o mesmo padroeiro e a mesma Freguesia...São Pedro.

Anónimo disse...

Eu não vivo na gala mas já vivi e vou lá muitas vezes pois os meus pais estão lá é uma terra linda não as fazam rivais pois elas não o são e pertencem e lutam pelos mesmos ideais.Já agora gostava de se alguém conhecer uma pessoa k vive na gala nas casas da camara chama-se nelsom e tem 2 filhos sou amiga dele mas com os anos perdi o contacto dele e gostava de falar novamente com ele se alguém o conhecer e me puder dar o contacto dele iria ficar grata.